Ser Grato a Deus

Em tudo dai graças porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. (1 Tessalonicenses 5:18)

Ser gratos a Deus na hora da bonança é muito fácil. Quando temos saúde, prosperidade, família abençoada, um bom emprego, uma conta bancária gorda, fica muito mais fácil agradecer a Deus. Nossa geração, devido à teologia da prosperidade, foi acostumada a um evangelho pautado pelas coisas terrenas e pelas conquistas de bens materiais.

Porém, no versículo citado, lemos que Paulo nos exorta a dar graça a Deus em tudo, poque existe uma vontade soberana de Deus que se revela em Cristo Jesus.

EM QUAIS CIRCUNSTÂNCIAS DEVEMOS DAR GRAÇAS?

Paulo responde: “Em tudo”

Na alegria, na tristeza, na dor, na saúde, na crise, na bonança, na paz, na guerra, em pandemias. Em Filipenses 4:11-13, Paulo diz:

Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.

MAS POR QUE DEVO DAR GRAÇAS EM TUDO?

Paulo responde: “Porque esta é a vontade de Deus

Existe uma vontade de Deus. Ele rege todas as coisas. Os planos dele são maiores do que os nossos.

Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos (Isaías 55:8,9).

O propósito de Deus é salvar a tua alma. Às vezes pensamos que só porque frequentamos uma igreja já estamos salvos. Isso é um engano. Jesus disse que, para entrar no reino, é necessário nascer da Água e do Espírito, ou seja, é necessário ter uma vida transformada por sua Palavra e pelo Espírito Santo. (João 3.5)

MAS A VONTADE DEUS É ALEATÓRIA?

Paulo responde: Não. Ela se fundamenta “Em Cristo Jesus para convosco

A vontade de Deus foi e sempre será manifesta em Cristo Jesus, nosso Senhor. É sempre bom lembrar os significados dos termos Cristo (Ungido, Messias) e Jesus (Yeshu’a, “Yavé Salva”). Em outros termos, a Bíblia diz que Deus ungiu e consagrou o Seu Filho (Jesus) para “Salvar e Resgatar o homem do seu estado eterno de Perdição”. Não existe outro foco de Deus, a não ser te salvar.

A mensagem da Igreja Primitiva teve como tema central: revelar o plano de salvação de Deus manifesto em Cristo Jesus:

Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem, e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele. E nós somos testemunhas de todas as coisas que fez, tanto na terra da Judéia como em Jerusalém; ao qual mataram, pendurando-o num madeiro. A este ressuscitou Deus ao terceiro dia, e fez que se manifestasse, Não a todo o povo, mas às testemunhas que Deus antes ordenara; a nós, que comemos e bebemos juntamente com ele, depois que ressuscitou dentre os mortos. E nos mandou pregar ao povo, e testificar que ele é o que por Deus foi constituído juiz dos vivos e dos mortos”.(Atos 10:38-42).

Saiba, por fim, que o próprio tema central da 1ª Epístola de Paulo aos Tessalonicenses é a pessoa de Cristo e a sua Paurosia “Segunda Vinda de Cristo“. No Capítulo 1:10, Paulo diz que “fomos libertos pela sua vinda”; No Capítulo 2:19, ele afirma que “fomos recompensados pela sua vinda”; No Capítulo 3:13 “permaneceremos santos até sua vinda; No Capítulo 4:13-18 “somos confortados pela sua vinda”; e, por fim, no Capítulo. 5: 22 “devemos ser irrepreensíveis até a sua vinda”. Portanto, a gratidão a Deus deve ser cultivada porque há uma esperança eterna preparada para os justos.

Referências:

Todas as referências bíblicas citadas aqui ou em outros textos são retiradas da Bíblia versão Almeida Corrigida e Revisada Fiel ao Texto Original (ACF) da Sociedade Bíblica Trinitariana, a não ser que seja expressamente citada outra versão. Ela pode ser encontrada via app para celular (Bíblia Fiel) ou pelo site https://www.bibliaonline.com.br/acf.

O Resumo da Primeira Carta de Paulo aos Tessalonicenses foram tiradas do Comentário das Epístolas Paulinas II (Efésios a Filemon), de autoria de Carl Bod Gibbs, 1982, Editora EETAD, pg. 82, com adaptações.

Me. Francirley Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *